Se eu fosse um questionário...

 ?

Se eu fosse um mês seria... abril.
Se eu fosse um dia da semana seria... um sábado, para poder acordar quando me apetecesse e me poder deitar tarde.
Se eu fosse um número seria...o cinco, porque sim.
Se eu fosse uma flor seria...uma tulipa branca.
Se eu fosse uma direcção seria... qualquer uma, com a minha dislexia esquerda ou direita, conseguem confundir-se bem.
Se eu fosse um móvel seria... um toucador antigo cheio de gavetinhas.
Se eu fosse um líquido seria... sumo de morango do drinks.
Se eu fosse um pecado seria... um beijo, daqueles bons demais para serem verdade.
Se eu fosse uma pedra seria... um seixo redondo da Praia da Barra.
Se eu fosse um metal seria... prata.
Se eu fosse uma árvore seria... uma macieira de jardim.
Se eu fosse uma fruta seria... qualquer uma doce e sumarenta.
Se eu fosse um clima seria... um dia de sol e vento fresco de Aveiro.
Se eu fosse um instrumento musical seria...uma guitarra (ou um reco-reco?).
Se eu fosse um elemento seria... elementar.
Se eu fosse uma cor seria... turquesa
Se eu fosse um animal seria... eu (em dócil, ou um gato/tigre)
Se eu fosse um som seria... um suspiro.
Se eu fosse uma canção seria... les nuits dos nightmares on wax (mas podia ser tantas outras..).
Se eu fosse um perfume seria... ralph, de ralph lauren.
Se eu fosse um sentimento seria... o amor.
Se eu fosse um livro seria... o o livro do desassossego, bernardo soares.
Se eu fosse uma comida seria... um bom bife grelhado com arroz branco (de churrascaria) e salada de cenoura e alface.
Se eu fosse um cheiro seria... um mix de a alfazema/lavanda/cama feita de lavado/mar.
Se eu fosse um verbo seria... ser
Se eu fosse um objecto seria... uma caneta (ou uma almofada, é difícil)
Se eu fosse uma peça de roupa seria... uma t-shirt
Se eu fosse uma parte do corpo seria... a menina do olho
Se eu fosse uma expressão seria... 'f***-**.
Se eu fosse um desenho animado seria... a miffy (com mais idade)
Se eu fosse um filme seria... o fabuloso destino d'amélie
Se eu fosse uma forma seria... uma estranha forma de vida.
Se eu fosse uma estação seria... Aveiro, a minha estação de chegada e partida, rumo a tudo o que faz bem...

Se isto interessa a alguém? Se calhar não mas, até foi curioso. O pequenito neurónio que possuo rejubilou (sempre quis usar o termo rejubilar aqui no blog).

the yo-yo effect

A felicidade engorda e a tristeza emagrece.
Passem por um bom atropelamento amoroso, ou um período menos bom e vão ver que até o chocolate deixa de saber tão bem.
Que miúda nunca se olhou ao espelho e pensou 'A minha vida está toda lixada, está tudo de pernas para o ar mas, ao menos estas calças voltaram-me a servir'?.

nostalgia

The term nostalgia describes a yearning for the past, often in idealized form.
The word is a learned formation of a Greek compounds, consisting of νόστος, nóstos, "returning home", a Homeric word, and ἄλγος, álgos, "pain" or "ache".
Yellow in Snow de sefosse
Não sei se estou longe de casa mas sinto que onde estou é demasiado vazio.
E dói.

hit (and don't run)

''Maybe we like the pain. Maybe we're wired that way. 
Because without it, I don't know; maybe we just wouldn't feel real. 
What's that saying? Why do I keep hitting myself with a hammer?
Because it feels so good when I stop.
''
Meredith Grey, Grey's Anathomy

!buzina

Eu - Vou ser uma péssima condutora.
Ele - Não vais nada. Porque dizes isso?
Eu -  Vou, vou... Já viste a quantidade de asneiredo que vou debitar a mandar vir com a malta a fazer disparates no meio da rua?
Ele - Oh, mas isso é normal... e não tem mal nenhum. Às vezes até sabe bem mandar vir, descomprime...
Eu - Não tens noção! Quantas vezes estico o braço para buzinar, quando o meu pai "não se impõe" por algum otário se armar em esperto à nossa frente... O meu pai nestas coisas é muito pacífico. Irrita-me...
Ele - Depende das pessoas, se calhar não está para se chatear... na maior parte das vezes nem adianta de nada.
 Eu - Acho que nunca reparou bem na linguagem gestual e interior que faço aos outros condutores. Bom para ele!

acting

...
Jeannine@papertissue.tumblr.com
- E tu, como é que estás?
- Está tudo bem, também. 
  Sabes como é, sempre num corropio... 
  O tempo passa, há quanto tempo não nos vemos? Nem me lembro.. há anos, talvez?
- Realmente... Há anos que não te via! 
  Estás igualzinha, não mudaste nada, nada... 
  Como consegues?

Não sei, à parte deste sorriso postiço, das maçãs do rosto coradas do blush, de não te fitar por mais de cinco segundos seguidos para não me perguntares mais coisas, de te ter acabado de mentir ao dizer-te que estava tudo bem... não te sei dizer verdadeiramente como consigo estar tão igualzinha. 
Porém, a única certeza que tenho é que é provável que seja uma boa actriz.

o que importa?

...o que importa, no final, é ser feliz; tudo o resto são pormenores da ficha técnica no final do filme (e, apesar de serem lá enumerados todos os elementos importantes e essenciais a todo o filme, no final não será disso que te irás/se irão lembrar).
As preocupações fazem rugas, as chatices fazem brancas - o tempo que passamos junto de quem nos faz feliz é o elixir da juventude que nos dará mais anos de vida.

Não desejo somente um bom ano, desejo bons momentos e que sejam felizes... 
(e, se possível, todos os dias).