Coimbra tem mais encanto...

Pois é, já passaram quatro aninhos desde que vos disse que tinha vindo estudar para Coimbra - o tempo passou mesmo a correr..- e agora chegou a altura de continuar a percorrer o país (deve ser qualquer coisa assim parecida que o meu pai pensa que ando a fazer).

Desta vez a próxima paragem vai ser Vila Nova de Gaia (podia ser cascos de rolha, a conchinchina..entre outros) por isso vai ser o verdadeiro regresso da "mulher do norte"...ao norte (para quem não sabe, mas suspeita, os meus "carago!" não vêm "do nada", nasci no Porto).

Estou, neste momento, na fase crítica em que estou a pensar que os cinco caixotes de cartão, que fui buscar à farmácia, e as malas não chegam para a quantidade tremenda de roupa e tralha que tenho aqui... (já dobrei hoje mais roupa do que qualquer menina da Zara num dia de saldos, fica a ideia).

Ver estas prateleiras vazias, ouvir o quarto a começar a fazer um bocadinho de eco quando falo, encontrar coisas estúpidas que pensei que já não existiam a aparecerem de dentro malas...cria aquela sensação de partida. Afinal de contas, estou mesmo de partida...mas parece que ainda ontem aqui cheguei, completamente perdida, numa cidade "nova", cheia de gente desconhecida, estudar numa escola em que não conhecia ninguém, cheia de medo do curso (e de tudo).

Mas, vou-vos confessar, adorei mesmo ter vindo para cá, por tudo mesmo. Valeu por tudo, desde aprender tudo o que sei hoje, aos amigos que conheci, às maluqueiras que fiz, às noitadas, aos cozinhados inventados, às sessões fotográficas (com a menina Deia, obviamente), até mesmo pelas directas patrocinadas por chávenas de café ou guronsan, pelo saldo no cartão multibanco quase a zero (que é bom para malabarismos económicos).

Vou ter muitas, tantas, imensas, pavorosas saudades de tudo isto... Digo isto e vêm-me as lágrimas aos olhos (teimosas, estavam mesmo à espera desta frase..). Vou ter saudades do olhar rabugento da senhora do café, das bocas de engate do homem da padaria, do olhar de carneiro mal morto do meu vizinho do lado, do sorriso desdentado da velhota que é minha vizinha, das pessoas estranhas da escola (há tantas que nem vou dizer), vou ter saudades de toda a gente. Mas principalmente vou ter saudades das pessoas de quem, se pudesse, nunca gostaria de sentir assim estas saudades. Só de pensar que não vou poder ouvir todos os dias as palavras doces e pacientes da minha "gémea" Deia, o seu sorriso ao dizermos coisas sem nexo, as suas traquinices de menina-princesa que a fazem ter um lugar tão especial no meu coração (tu sabes, apesar de aqui soar muito parolo dizer isto :D). A Rita, que me aturou no quarto ao lado ao dela, em cozinhados malucos, em limpezas à casa de chorar a rir, e me ouviu horas e horas pela noite dentro, em idas ao continente e ao dolce vita para as compras.. A Mónica com o seu sorriso de miúda pequena (e é pequenina :P) e as suas "massas com pesto", bandoletes e ganchinhos às cores, o tulicreme comido à colher e as nossas conversas pela noite dentro enquanto se fumava um cigarro.

Ficaria aqui a noite toda a falar de imensa gente que se cruzou comigo e que conquistou o meu coração (sou uma miúda lamechas, que querem?) mas o post ficaria gigante e haveria sempre imensa coisa para dizer. (Se te sentes demasiado excluído/a por não teres sido mencionado/a por favor imagina que o teu nome está aqui ____________. Feeling better? :) )

Termino este post só a dizer que, se soubesse tudo o que sei hoje...repetiria tudo outra e outra vez só para não me conseguir esquecer sequer de um minúsculo detalhe do que aqui vivi, foi das melhores coisas que me aconteceram na vida. Agradeço a todos os meus amigos que aqui conheci por fazerem parte da minha vida e por me fazerem chorar de saudades vossas quando ainda nem me fui ainda embora...
a vossa menina,
A*

23 comentários:

hole in my vein disse...

da minha vida académica!!! e olha que fiz imensas asneiras... mas valeu a pena!!! :) olha, se me pagares também um gelado eu ajudo a arrumar a casa!!! ahahahaha :)

hole in my vein disse...

o comentário devia começar com: eu também digo o mesmo ....

nem sei como isto aconteceu!

Andreia disse...

Oh minha bebé, já bisteses, finalizar o curso deixando dezenas de fãs à espera, inquietos de espírito e com noites mal-dormidas, ansiosos por aquele nosso momento especial lol.

(Nunca saberão muhaha)

A mim já me custaram mais as despedidas, custam-me agora menos em relação àqueles que eu sei que não me despeço nunca mais. Ficam sempre.

Nos casórios, nos baptismos, nas reuniões de cursos, nos cafés improvisados e nas visitas surpresa, lá havemos de nos arranjar.

Tirando isso, o nosso telemóvel irá apitar condigna e orgulhosamente perante a necessidade do comentário malicioso ou porventura um simples "cascos de cabra" à nossa moda.

Abracinhos fofinhos (wonder why lol)

Inês disse...

A experiência de sair de um sítio onde nos sentimos em casa é muito estranha. Por um lado a mudança, por outro as saudades e a incerteza do futuro. Já mudei de casa 6 vezes em 3 cidades diferentes, muito distintas umas das outras. É estranho ver ficar os amigos para trás mas na realidade, os verdadeiros, acabam por nos acompanhar para todo o lado :) Boa sorte. O Porto cá te espera.

Del Giorgio disse...

ana, boa sorte para a tua nova aventura e que a casa nova te receba bem. não te aflijas, vai correr tudo bem. 1 beijinho e boa viagem.
agora falando a sério: SOCOOOOORRO!! ela vem morar a 2 minutos de mim!!!! :D fujainde, fujainde!
vais ver como o Porto é 1 mundo, vais-te cruzar na rua com o Animal, o Pinto, o Álvaro Braga Júnior, comigo, o Pedro Abrunhosa, o Zé da Casa da Música, o Migas do Top Tuénti que te gala a lavar a loiça, com o Carl... ok o Carlos não sai de casa, com tantos cromos que nem vais querer sair de cá. pois mas tu vens para Gaia e Gaia é só 1 buraquito muito grande onde cabe muita gente mas não passa duma baroca, duma bouça em ponte gigante. Andebol... mão. Basketbol... mão. Futebol... pé! Porto... mundo. Gaia... bouça.

Domingos Pereira disse...

Já há algum tempo que não faço um comentário por aqui.
Mas o mais curioso é que deve ter sido das poucas x que conseguiste com que eu chegasse ao fim do texto. O último dia que estive em coimbra foi dificil. Foi dificil por várias razões. Não fiz questão de me despedir de ninguém em especial. Não vi razão para isso. Se foi amizade que em nós cresceu, havemos de estar sempre juntos. Bjnhos e até breve.

Su disse...

"Coimbra tem mais encanto na hora da despedida", diz-se por aí, mas pelos visto não é sempre.

Como a vida é feita de ciclos e este parece estar a fechar, desejo-te boa sorte para o novo que aí vem! Que seja enriquecedor, a todos os níveis, como este foi.

* Beijinho

NickyBlue disse...

Coimbra tem mais encanto na hora da despedida...
Eu acabei o curso em Julho, vim fazer uma especialização para Lisboa e acredita que as saudades são imensas... de tudo... mas a vida é mesmo assim... All the best... Felicidades...

Moondevil disse...

A vida também já me fez mudar umas quantas vezes de sítio.

De Aveiro para Lisboa para o curso. Depois para Genebra para uma formação e finalmente para Dusseldorf, onde trabalho actualmente.

Essa sensação de caixotes vazios, de chegar a cidades desconhecidas que mais tarde se tornam o nosso lar. Que são palco de inúmeras aventuras e novas amizades.

Isto é algo que há-de ficar sempre comigo.

Boa sorte neste novo capítulo da tua via.

Fred disse...

Minha cara dona do café...

É nestas alturas que me recordo de momentos que julgava não me vir a lembrar...recordo o nosso primeiro café (dos poucos lol) lembrome que foi numa sexta-feira a tarde apos o almoço no gira lol

Recordo aquelas noites, que falámos ontem, em que às 6h da matina metia conversa contigo no msn...e nada de jeito eu dizia lol

É bom recordar...

Olha, antes de mais, muito boa sorte para o teu estagio! De seguida, peço para te dirigires ao meu blog...pois foi após o abraço que demos ontem que me senti com iniciativa para postar.

Vemo-nos por aí..
Um beijo

A Pequena Mó disse...

Vemo-nos sempre, mesmo de maneiras que outros não entendem... Como te disse, entre nós não são precisas palavras... Mas cá fica um muito obrigada e um abraço daqueles :)

Ana, dona do café disse...

mozinhaaaaaaa bigada pelo "envelope" comecei logo a chorar... *********************************** doro-te :)

fred, adorei a "homenagem", estendo-te a minha capa tb
***********************************

Domingos Pereira disse...

cambada de choronas

Serafim disse...

Bens pra cá, carago!
Se benvinda!

Rakel disse...

Bem, miúda, esta mudança pode não ser definitiva. E já te vou dar um exemplo explicativo, mas apenas depois de te dizer que me eriçaste os pêlos com esta mensagem de saudades. E que coisa mais portuguesa que a saudade portuguesa?!?

Quanto ao exemplo, o que queria que tu percebesses, é que tu sempre irás estar onde é suposto estar. E uma despida pode ser apenas até já. Em Setembro tive de sair de Aveiro por questões profissionais, pois os serviços centrais do banco estavam todos divididos pelo Porto e por Lisboa. E não é que, a convite do banco igualmente, vou parar de novo a Aveiro (e ainda esta semana)? Por isso, como vês, nunca digas "Adeus", tudo é um "Até breve"!!! ;)

Tenho pena de seres tu a vir para cima e eu a voltar para baixo, mas com certeza nos conseguiremos cruzar nas nossas viagens de ida & volta...

Muito boa sorte, minha linda amiga, vai ser mais uma fase próspera da tua vida!!! =)

boleia disse...

e muitas outras aventuras começam!
diverte-te!

Del Giorgio disse...

se o problema é estender capas, estende-se já umas poucas, até te estendo os gajos que andam com elas às costas a ver se ganham juízo. deixa lá, sais de coimbra mas por cá a palhaçada é a mesma. nem vais notar diferença. vais ver os tristes de cabeça baixa a dizer "sim senhor doutor, vou fazer de parvo para depois seres muito meu amigo e eu chorar muito quando voltar prá minha terra nas beiras". get a life!!

6minutos.com disse...

Parabéns e boa sorte para a nova etapa da tua vida...

Rain disse...

É uma nostalgia doce, apesar de tudo. Acho que toda a gente sabe do que estás a falar, mas é sempre bom saber que as pessoas nos deixam saudades :)

Um grande beijinho e muito boa sorte para a tua nova etapa!*

kika2 disse...

Ao ler o teu post ate fiquei trsite, por saber que vais-te embora, por saber que não vais mais estar em coimbra, por saber que nao te vou ver mais, por saber que agora já és uma mulher que vai entrar po mundo real...
Subitamente deu-se-me uma nostalgia tao grande! Lembras-te dos nossos intervalos na Nrº1 a falar mal do pessoal da associaçao de estudantes, mas acima de tudo, do nosso grande desejo de estudar em Coimbra?! Dos nossos milhentos planos que fizemos?! De tudo o que sonhamos e idealizamos para a nossa vida?!
Pois eu lembro-me de tudo mesmo! Até da tua " tristeza" que tiveste/sentiste, quando soubeste que tinhas entrado em comunicaçao social em Viseu. Mas tu acreditaste que conseguias mudar e alcançar aquela etapa que sempre quiseste... e voila! Agora estas na recta final de acabar o curso e vais-te embora!
Eu ainda tenho mais 2 anos pela frente. Por um lado quero ficar para sempre com esta vida fantastica de estudante em Coimbra, mas por outro quero acabar o mais rapido possivel o curso porque quero fazer ainda muita coisa na minha vida.
Enfim, desejo que o novo ciclo da tua vida que agr vai começar, corra pela perfeiçao. E nao te esqueças de quando poderes, vir visitar o pessoal carago!

Um beijinho daquela miuda que nunca te esqueceu:)

Jmn disse...

muito bonito este texto ó menina ana :)
Desejo-te muita sorte para esta nova fase da tua vida e não te preocupes que as pessoas que aí estão dentro vão lá estar sempre para ti, e tu sabes isso :)
Beijinho assim grande, doce!
*********************
:)

Rukinha disse...

well eu tou ali =D a minha reacção foi "olha eu!" =D tks for the honor!!

eu tento ao maximo nao pensar nesse dia (se bem que coimbra ta aqui ao lado pa mim) mas custa sempre pelos amigos que vao, mesmo ficando =) grd noite de na light station (podia ter sido melhor, podia) ***

espectador disse...

olá
pois é tudo o k é bom acaba depressa... alguém o disse e é verdade! a vida académica é das melhores recordações que se podem ter!

Vê no link o post Universidade Católica, viver de estudante: http://artelusitana.blogspot.com/2006_02_01_archive.html

;-)

e BIBA O NUORTE CARAGO!lol