Senhor do café

O senhor do café olha para a televisão com um sorriso nos lábios e solta uma gargalhada no momento em que olho também e vejo que está a dar um programa de "apanhados". É um senhor de camisa branca, calças pretas, barriga proeminiente, cabelo grisalho, óculos e ar de avôzinho bem disposto.
É completamente despistado e quando lhe peço um café e o copo de água, ele não tira os olhos ta televisão, dá uma gargalhada e faz-me sentir invisível.
Lá fora um calor insuportável torna o ar irrespirável. O pacote de açúcar na mesa diz-me que "namorar é a melhor coisa do mundo". O meu bloco de notas, a minha caneta e um livro de Isabel Allende que ando para lêr desde o natal, fazem-me companhia.
Mas ainda não vai ser desta que o vou ler...
As barricas de ovos moles empoleiradas em fila indiana nas prateleiras de vidro e espelhos sussurram-me "não nos queres contar?". Há sumo de laranja natural a um euro e cinquenta cêntimos e há bombons num frasco de vidro ao lado da caixa registadora.
O senhor do café engana-se quando dá o troco a uma cliente mas continua a rir-se a olhar para a televisão. Nem repara que a senhora saiu do café a resmungar baixinho e a revirar os olhos...
Os clientes vão chegando, olham intrigados para ele...seguem a direcção do seu olhar e sorriem, alguns chegam mesmo a ajeitar as cadeiras para verem melhor.
De repente entra um casal no café. E um homem pergunta:
- Olhe, não tem aí nada que diga "Aveiro"?
- Temos ovos moles, se quer uma coisa típica... - responde o senhor do café.
- Não quero ovos moles nenhuns. Quero barcos, barquinhos...'tá a ver? Aqueles estranhos...mas aqui não deve ter, só lá mais abaixo na avenida...
- As barricas dos ovos moles têm "barquinhos de Aveiro" pintados, os moliceiros... - responde o senhor do café meio contrariado por ter que tirar os olhos da televisão.
-Ah, então dê-me disso...Quanto é? É caro?
- Não, são só quatro euros e qualquer coisa... Olhe, poupa no tabaco, é o que é!
- Eu não fumo... - responde o "turista" com ar entediado pela graçola.
- Pouparia se fumasse! - remata de imediato o senhor do café.

Soube mesmo agora por um amigo, que o senhor do café se chama Mário e que foi o pasteleiro oficial do presidente da câmara de Caracas na Venezuela.
Portanto, senhor Mário, só quero que saiba: eu gosto de si.
(Nada a ver mas, já agora, cliquem aqui e leiam)

20 comentários:

Del Giorgio disse...

eu sei pq gostas dele. a senhora do café por vezes tb é assim: "olha aquelas pulguinhas..."
(private joke) **

Black Cat Thirteen disse...

não tenho muito para comentar mas só queria dizer que gostei de ler.*

MrX disse...

Hehe! Bonita história!
Desculpa lá não ter vindo aqui ultimamente... Os exames não perdoam... :(
Um beijo grande para ti!

vaskissimo disse...

Portanto srª Dona do café, só quero q saiba, gosto de ovos moles!!

Andreia disse...

pensei q o vaskissimo gostava deles rijos lol...

Ana, dona do café disse...

Gata nao seja demasiado assanhada. E devo comunicar-lhe que eu so gosto de ovos moles rijos...que estejam no frigorifico e que fiquem mesmo no ponto :P
nao tenha sp essa mente pecaminosa..:P
beijo Lol

Hrrada disse...

Bem gémea, devo confessar q ainda n consegui ler até ao fim um livro que seja da Isabel Allende... Embora a reconheça como uma grande escritora, não me cativa...

Anyway, os cafés são como os bus e os cabeleireiros: é com cada história! ;)

Pelo menos o sr. vai soltando gargalhadas, podia ser pior... ;)

muaaa*

NR disse...

Vim beber um café a correr! Dá gosto passar por aqui ;)
Bjos

Didas disse...

Olha um café na terra da minha padaria!...

ti disse...

O café aqui é bom, vou voltar.

ivan (aka bandinho) disse...

tens de me dizer onde é, vivo em aveiro há 3 semanas, tenho de me ambientar à cidade! e conhecer sítios não turísticos é sempre um bom começo!

LM disse...

eu adoro ovos moles, é por acaso já há muito que não como, não terás aí nenhum para mim?? gostei do teu relato

almaro disse...

Entrei desconhecido no café, no teu café, em mesa ao fundo, no recanto. Observo o tio Mário a divertir-se nos sorrisos e nos incómodos que provoca nos clientes( família?). Observo. Sempre fui só olhos. Vejo menina que escreve, que olha com olhares dançarinos ( bailarina cigana) e escreve, entre fumos e cigarros e perfumes de café que não saboreia, porque a atenção está na caneta febril que escreve. Gosto do café. Do espaço, do ti Mário que veio com sonhos das Américas. Levou uns trouxe outros. Observo os fumos que se “nuveiam” em (des)novelos de vidas. Olho a tua. De longe, nas letras. Gosto do café. Da mesa do fundo, no recanto de quem vê…

Rukinha disse...

ihihihi k figura!!! =D

Andreia disse...

Não era nada pecaminosa :x
eu cá também prefiro fresquinhos a sair do frigorífico lol.

* muah

Miss I disse...

Eeeerr.. eu não gosto de ovos moles!...

Delírio da Loirinha disse...

AIAI!!!! Ovos moles...ADORO!!!!!!!!!!!!!!!!
Por acaso não te estás a referir á Confeiraria Peixinho????
Quando era pequenina era sempre lá que comia os ditos ovos moles... Delicia!!! Pena fazerem mal ao colesterol...
Beijinhos doces

Insolente disse...

gostei especialmente da resposta á altura do senhor mario (so poupa quem fuma)... gostei deste sitio... passarei por aki mais vezes... ora entao um grande bem haja

Insolente disse...

verdadeiramente honrado ;) muito obrigado pela critica... enorme bem haja

Squeezy disse...

Pacote de açucar da buondi.:)