Estes autores desconhecidos...

As horas que partilhamos, longe do mundo real
são doces enganos, erros calculados
evitando um erro fatal.
No regresso a casa, olhando para trás,
vejo-te numa despedida, de volta às horas más.
Espero que te libertes do teu mundo e te recolhas no meu,
que faças de mim, tudo o que é teu.

(de autor desconhecido)

3 comentários:

Ana, dona do café disse...

curioso...tenho mesmo a sensação de conhecer este autor desconhecido...hummm, uma vaga sensação, sabes?
beijo e...palavras lindas lindas lindas.

Del Giorgio disse...

:)

Poliana Fonteles disse...

Adorei toda essa paz, esse aconchego do teu blog...

Da vontade de ser feliz...

Voltarei