malas & malas

- Larga as carteiras, não precisas de mais nenhuma para juntar às cento e onze que tens em casa!
- Claro que preciso! Olha-me esta, tão gira... Ficava mesmo bem para usar com aquele top. Até consigo imaginar...
- Sim, sim.. isso com uma écharpe, com um pesseguinho, veste bem com uma calça muito em conta...
- Não digas parvoíces, a sério...é mesmo gira. Acho que vou levá-la; nem está cara...
- Eu já não digo nada.
(fora da loja)
- Estou tão feliz, olha...tão gira, tão gira... tenho uma mala tão gira!
- Ok, estou para ver quantas vezes a vais usar...

Tudo isto serve de introdução ao facto de que hoje contei quantas carteiras tenho no armário e são 24 no total. Estou chocada. Eu sei que tenho uma capacidade sobrenatural para guardar tralha mas isto seria impressionante por si só (e eu fiquei admirada, pensava que eram menos) mas, o problema é que, na realidade, só vou alterando entre umas  quatro carteiras 'main', normalmente em tons cinza ou bege, as outras mal uso!
Ou seja, durante anos de vida tenho vindo a acumular preciosismos que só eu entendo, até porque lá existe, entre os quais:
- a bolsinha para levar para concertos (pequenina e 'anti-roubo')
- a eastpack pequena para levar no avião ao colo (entenda-se que não viajo há mais de cinco anos...)
- a 'tão gira que nem te uso muito para não estragar'
- a 'não sei o que fazes aqui mas um dia vou passear-te'
- a 'tão chique que nunca te levo a lado nenhum'
- a 'dada por uma amiga, que querida, um dia lembro-me e uso-te!'

... isto podia ser um post interessante sobre malas, não era? Mas é só isto. :D
Bom fim-de-semana!
ps. se andarem por Aveiro, decorre neste fim-de-semana a Festa das Enguias e dos Ovos Moles, se gostarem, aproveitem que eu vou lá andar a fazer por não caber no bikini este ano.

8 comentários:

Anónimo disse...

As minhas malas sao todas medonhas depois de as comprar, nao me lembro de alguma vez ter tido figura para caber num bikini, nao moro em Portugal ha que tempos e, por isso, se enguias nunca comi, dos ovos moles nao estou a ver como matar as saudades. Entretanto acabei de descobrir que tenho quatro meses para fazer uma investigacao seguida de um relatorio de seis mil palavras. Sera que hoje encontro mais alguma coisa para me deprimir? Irra, ao menos este blog e' irreverente e bem disposto. Sinto-me vingada!

Forca (com cedilha, evidentemente!) Ana!

Maria

Ana, Dona do Café disse...

Olá Maria, bem-vinda!

E quem disse que eu tenho figura de jeito para bikini? Eu caber, caibo mas se não gostarem, olhem para outro lado... Não frequento é praias com gente conhecida, a minha auto-estima não permite. Bate-me mesmo! De resto, o bikini vai servindo :P

Enguias e ovos moles são aqui de Aveiro; não há para aí nenhuma mercearia a vender coisas portuguesas? Pelo menos os meus amigos em Londres encontraram Nestum e lambuzam-se em saudades :P

Quanto ao relatório, o truque é saber bem pesquisar...na net em termos de bibliografia encontra-se de tudo. Se houver apontamentos ou fotocópias de alguma coisa interessante, são um bom ponto de partida para as pesquisas ou mais bibliografia associada, o resto é "pesquisável" online ou numa biblioteca de universidade da área. Encontrar uma senhora simpática na biblioteca mais próxima também pode dar jeito...
Lembro-me do meu relatório de estágio, aquilo parecia não ter fim...no final suspirei de alívio, nem queria acreditar naquele molho de folhas -boas para a lareira do professor no inverno- tão lindo. A sensação é tipo 'o meu bebé'; não tenho filhos mas senti que tive uma gestação de 3 meses...e um parto difícil :D

E volta sempre que quiseres aqui ao café, ando ocupada mas algo se arranja...
o que deseja tomar? algo para as saudades? :)
A*

Melody Gane disse...

Eu sou muito esquisita com malas, aliás posso contar pelos dedos das minha duas mãos a quantidade de malas que tenho dentro do meu armário (e já fica bem cheio).
Normalmente as minhas malas são usadas quase todos os meses. Tenho uma especial para cada, mas a minha preferida é uma azul florida! Ai, não passo sem ela. E depois a que dá sempre jeito de levar para acampar ou saídas prolongadas com amigas (uma eastpack azul grande, cheia de assinaturas e bijuterias).
Mas adoro as minhas malas :b

Anónimo disse...

Obrigada, Ana =D Infelizmente o meu passa por primeiro arranjar 24 cobai... voluntarios!, voluntarios!, para enfiar uma grande carapuca e electrodos e submeterem-se a meia hora de tortura (mwahaha...), so' que e' verao e toda a gente foi veranear! Never mind, vou ali acima 'a cidade num pulinho, compro uma carteira de verao :P e depois volto para um cafezinho e um rissol de camarao! (rimou, yuk)
Maria x

Mimi disse...

Acho que nós mulheres temos um bicho invisível qualquer que nos cria este impeto para compras de malas... e sapatos... e perfumes... e Brincos.

Eu fako por mim, mas não deve faltar quem seja como eu.
(e ainda dizem os homens que nnão nos entendem, temos gostos tão parecidos com os de outras mulheres).

Beijoca

Ana, Dona do Café disse...

Maria, electrodos e verão não rima... :p Sai um rissol e um café (e depois sou eu que faço combinações estranhas lol)

É Mimi, a mim funciona melhor para malas, tops e t-shirts ... meu deus, quanta desgraça ocorre!
Eles nisto podiam ficar mais aliviados, é muito mais fácil escolher uma prenda para uma rapariga do que para um rapaz... :)

A*

Tulipa disse...

Nem imaginas como me identifiquei. Sempre que vou ao shopping (e, graças a deus só vou quando preciso mesmo) comprar qualquer coisa que preciso saio de lá com uma mala, carteira ou algum objecto que serve para meter algo dentro. Nunca contei as minhas malas, mas sei que tenho muitas e que a maioria não uso, às vezes até me esqueço que tenho. Quando os meus irmãos me perguntam o que quero, no aniversário ou natal, a primeira coisa que dizem é: o que queres de prenda, sem ser malas :)
kiss

* Finding_Neverland * disse...

Como te compreendo.... :) - e como me identifico com que escreveste (até com as expressões referentes ao tipo de malas que tens.)

Malas-eu eu-malas = combinação perfeita. Não consigo evitar. Agora já estou mais controlada em relação à compra, mas houve uma altura em que mês sim, mês sim, teria de adquirir uma. Não sei quantas tenho ao certo, mas muitas delas nem sequer uso.

Beijinhos *