Saudade, a sétima palavra mais difícil de traduzir

saudade, s.f., só conhecida em galego-português, descreve a mistura dos sentimentos de perda, distância e amor, (...) a melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou acções. Provém do latim "solitáte", solidão. (wiki)

Tenho saudades de andar de bicicleta no Verão com a Teresa na praia da Barra até ao entardecer.
Tenho saudades do meu avô me trazer todas as noites um copo de água com açúcar à cama e dizer "para ficares ainda mais docinha".
Tenho saudades de marcar jantares com amigos e de eles aparecerem todos.
Tenho saudades de chegar de manhã a casa e ver o sol a nascer, de ter sininhos nos ouvidos e a mal sentir os pés por ter dançado a noite inteira.
Tenho saudades de fazer castelos na areia.
Tenho saudades de me olhar no espelho sem ser para tentar descobrir algo de que goste.
Tenho saudades do cheiro da despensa do meu avô; a manteiga Vougasul, farinha, café e a bolo de 24horas logo de manhã.
Tenho saudades de me deitar ao sol numa toalha num jardim a ler um livro qualquer.
Tenho saudades de poder dizer o que sinto e quero sem ser levada a mal ou julgada por isso.
Tenho saudades de me lerem histórias à cabeceira da cama antes de dormir.
Tenho saudades de Coimbra, dos amigos que fiz e que ficaram.
Tenho saudades de sentir saber que estou no rumo certo e que não me irei perder.
Tenho saudades do meu sorriso sem aparelho nos dentes.
Tenho saudades de olhar para o relógio e achar que três da manhã é uma hora excelente para se estar acordado.
Tenho saudades de mim mais sonhadora, menos crítica, com vontade de mudar o mundo inteiro e de ter a certeza de que o conseguirei fazer.
Tenho saudades de me sentir valorizada por quem sou e pelo que sei fazer.

Tenho saudades até de quem não conheci, do que não disse e podia ter dito, do que não fiz e mais do que tudo, saudades do irrepetível e do que não pode ser voltado atrás. 
E tu, de que tens saudades?

inspirada pelo Queque de Chocolate (já agora, dêem lá um saltinho. prometo que não se vão arrepender)
imagem: colecção de postais 'Saudade' da designer Mónica Santos

12 comentários:

pepita chocolate disse...

Confesso que não estava à espera deste teu parêntesis no final do post. Obrigada. E sim espero, que as pessoas não se arrependam de passar por lá. Podem sempre dar uma dentadinha no queque.
E eu que até tenho saudades de aveiro, da Ria, da Praça do Peixe, do Pôr-do-sol, do cheiro a "tripas".

Beijoca!

Rosa Cueca disse...

1. eu não me englobo nesses "amigos de coimbra"
2. a teresa teve direito a um ponto e eu não, há ciúme! :P
3. eu tenho saudades tuas. todos os dias. e penso sempre como era quando te ia acordar de manhã e arrancar-te quase pelos cabelos da cama porque tínhamos de ir para as aulas.
4. tenho saudades de saber quem sou. e tenho ainda mais saudades que consigas ver em mim a pessoa que conheceste.
5. tenho saudades de dançarmos até de manhã, por isso marca isso *

Mary disse...

Olá :)
Acho que todas as pessoas tem saudades de alguma coisa ou de alguma pessoa.
beijinho*
vou seguir*

Anónimo disse...

E se eu te disser que me emocionei a ler isto? Sobretudo depois da nossa conversa ontem. Também tenho saudades dos passeios pela Barra, dos Abrões, das tardes infinitas de calção e t-shirt foleira. E aqueles banhos na piscina do meu ainda impensável sogro??? O café no Sétimo ao pôr-do-sol...Tenho saudades mas digo-te que o melhor de tudo é poder olhar para trás com um sorriso e até alguns ataques de riso, com a certeza de que foram anos fantásticos! Orgulho-me do que somos hoje e fico feliz por termos ainda o mesmo prazer em jantar juntas, mesmo cheias de sono às 22h! Não te prendas às saudades do conhecido ou do imaginário, olha para o espelho e vê o que todos vemos: uma mulher fantástica, lutadora, bonita e discreta que apenas está com a sua luz um pouco mais ténue enquanto espera por uma melhor fase para brilhar!
TERESA,a que ta põe tesa!

Del Giorgio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Del Giorgio disse...

Tenho saudades:
de cantar o Xico Fininho para o meu vizinho
do meu urso que jogava à bola comigo e me ganhava
dos sacos de arroz usados, para levar o pão para a escola
do Domingo Desportivo
de sair da sala a meio da aula de Direito para ir jogar à bola
dos notíciários sem rodapés
de faltar às aulas para ir jogar Spectrum com o Zé
do Pump up the jam
de jogar um episódio novo do Final Fantasy
do Napster e do Audiogalaxy
do meu antigo emprego
de ir com a Ana ao Jumbo do Dolce Vita Coimbra
de ser mais novinho.

Tiago disse...

Manteiga VOUGASUL!!!!

O que tu me foste lembrar... e.... ter SAUDADES...

DAMN YOU GIRL!

Onde se arranja VOUGASUL em Toronto?

Beijo :)

gOti disse...

Ai, blasfémia! Tanta vez te ouvi a dizer mal de Coimbra, dos "que fazem que estudam" de Coimbra, do traje..É para veres :P
Tenho saudades de muita coisa, a maioria não é sequer para aqui chamada :P Mas uma breve lista, relacionada directa ou indirectamente contigo:
- Chegar a tua casa e ver a feira;
- Jantares em tua casa / Dolce;
- Disparates como "angus";
- Encontrar as madrinhas pela Esec;
- O jantar de quando me trajei pela primeira vez;

:)

Ana, dona do café disse...

("tenho uma lágrima no canto do olho, tenho uma lágrima no canto do olho..." tenho immeeeeensas lágrimas em mim neste momento! Não são de tristeza, a sério, são de saudade das coisas boas...a prova de que são mesmo boas são os amigos que aqui aparecem a dizer isto.)

Pepita, feel free to come back, adorei o teu blog e mal tenha ali a cena pros links pronta, vais logo para lá :)

RosaCueca, mimimimimi, tentei por coisas que não me fizessem desatar imediatamente a chorar de tão saudosas (tipo, como o teu comentário :P!lol) mas não fiques com ciúme que também ainda nem faz uma semana que te disse que também tinha saudades tuas todos os dias e que pensava em ti todos os dias (acho que nem a um gajo algum dia disse isto verbalmente LOL) mas garanto-te que consigo ver tão bem quem és hoje como quem eras quando te conheci e amo o tu.

Mary, danke schön :) Recém-chegada ao café, 'que deseja tomar?' =)

Teresa, não só quem me põe tesa como também me põe a chorar convulsivamente aqui no escritório - tu nunca vens cá, pensei que era só a Deia que me podia por a chorar aqui!! lol - Olha pigo, somos as máiores e vou continuar a luzir, tal qual como o pirilampo mágico :D * lobiutu

DelGiorgio, tb tenho saudades de muitas coisas nossas irrepetíveis mas só nos cabe a nós criar outras que superem e que nos marquem mais ainda :)

Tiago, nem em Aveiro quanto mais em Toronto. Deve ter falido, nem sei...Mas tenho pena, adorava aquela manteiga! Era divinal!! :) Já agora, não sabia que estavas aí nas 'canadianas' :D take care e, já agora, visita-me aqui no blog mais vezes!

Goti, saudades do espírito académico não quer dizer que tenha saudades dos doutores de nariz empinado ou dos sapatos a magoarem-me os pés - mas se passo por um jantar de curso aqui em aveiro e ouço um eférriá, fico logo de lágrimas nos olhos! lol Sou lamechas pá, já sabes! Mas sim, tb tivemos os nossos momentos, o angus, a feira... :) aiai, nostalgia!

Sou um caso perdido, perita em saudade :D

Rukinha disse...

bah nao tenho tempo pa ter saudades :) Brincadeirinha, tb tenho saudade de muita coisa, a maior parte relacionada com coimbra :) beijufa *

Eduardo disse...

fantastic

Bid disse...

Da minha amiga a quem arranjei um boneco amarelo =P =)