carnaval?

Nunca liguei nada ao carnaval, aliás, quando era pequena chorava de todas as vezes que me mascaravam... As fotografias de pequenina com o fato de capuchinho vermelho de lágrimas a cair pela cara abaixo, quase que dão para ouvir os gritos histéricos "não quero estar assim vestida! está tudo a olhar para mim!! tirem-me isto!". A pouco e pouco a família foi desistindo de me fantasiar, porque o meu medo de ter pessoas a olhar para mim, por estar mascarada, era demasiado (ainda hoje acho que ter alguém a olhar para mim fixamente me incomoda...traumas de infância! :p).

Ainda me lembro de estar no sofá a ver as meninas todas cheias de plumas e os cenários fantásticos no desfile pela avenida no Brasil... aquilo sim é Carnaval, é festa, música, convívio...(gajas boas!:P)! Aqui? Aqui o pessoal compra uma máscara nojenta com uma expressão medonha duma loja dos chineses e sai à rua normalmente, como se estivessem a viver o espírito do carnaval na sua plenitude. Irrita-me! Podia até mencionar o cortejo de Aveiro, que sempre me deu para rir, porque tem umas meninas a fingir que sambam em cima duns carros, a morrerem de frio e com umas fantasias pirosas a abanarem-me para se aquecerem e as criancinhas com cara de :
"-estou farto de andar, porque é que me vestiste este fato de cowboy, mãe? eu queria estar vestido de action man ou de vocalista dos ozone, mãe não percebes nada disto e doem-me os pés...ó mãe vamos embora!!
- Adalberto Catarino, põe-te na fila com os meninos, andor! faxabore na fila que bamos agora passari ó pé da sobrinha da Clotilde do cabeleireiro...Num faças essa cara, sorri filho!
-ó mãe tenho o bigode a cair, a camisa do pai tá toda rota e tem macas de baton na gola e estas calças ficam-me enormes!
- tu cala-te! anda uma pessoa a fazer roupa para andares mascarado e é assim que agradeces à tua mãezinha que trabalha para te dar sempre tudo?
- ó mãe, deixa-te de fitas, tenho catorze anos e nunca quis vir mascarado para o cortejo...olha, tenho o telemóvel a tocar, deve ser o Zé para eu ir jogar playstation para casa dele...
-num bais! tá ali a Leninha do talho, e a filha dela, tão linda bestida de anjinho... num bais Adalberto!
-mãe, a miúda tá ridícula, assim como eu tou... olha mãe, xau aí..."
.....enfim... aiiiiii, tão má que estou.

Ok, eu não gosto do carnaval, mas como é carnaval, ninguém leva a mal...
Mascarei-me este ano de médica para ver se me inspirava e se o espírito vinha incluído na bata de médica e no estetoscópio, mas, não vinha...

Apesar de tudo, divirtam-se :p!

9 comentários:

Ana, dona do café disse...

apesar das críticas, não podia deixar de dizer que o carnaval de loulé, madeira, torres novas e outras localidades primam pelo esforço e até têm coisas giras... n ia dizer mal de todos os carnavais em portugal...ficava-me mal :p lol
beijo

Del Giorgio disse...

Ai a minha Aninha revindicavita! Já te tinha visto várias costelas mas essa ainda não. ;)
Eu também só alinho nisso se for na carneirada dos meus amigos todos senão, deixo-me estar, como foi o caso deste ano.
Mas a máscara q usei q + me marcou, andava ainda na primária, foi de Metralha :) O q eu gostei de me vestir de metralha, de camisola laranja com o nº 176-671 (ainda me lembro), barba pintada pelo meu irmão com marcador preto e uma sacola de dinheiro com 1 $, roubadinha da caixa forte do Tio Patinhas.

Andreia disse...

Sempre gostei de me mascarar quando era mais nova. Minha avó que fazia os meus fatos...:Ana um dia destes levo o meu albúm de fotos e mostro-te algumas do Carnaval ;)
***

Carlos Barros disse...

Pois eu mascarei-me de assassino psicopata, mas ninguem achou piada, por isso odeio o carnaval, e outras mascaras e trapalhadas... mas enfim é o que temos e a mais não somos obrigados

Carlos Barros disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
NR disse...

Esqueceste-te dos gajos vestidos de mulher. É sempre uma fantasia inovadora.
Bjos

MrX disse...

lool!
A história está demais! ;)
E quanto ao facto de te mascarares de médica, não querias mais nada! Ser médica assim dum momento pró outro! Está aqui um gajo a estudar durante 6 anos só para tirar a licenciatura... Bah! Vai sonhando, vai! Isto não é para todos! lool ;)
Além disso, o espírito de diversão de um médcio, normalmente só está presente quando ele tira a bata... ;)

Wakewinha disse...

Linda, isso é que é mesmo aversão ao Carnaval, hein? Já estou mesmo a ver que se algum dia ganhares aversão ao Natal, vais andar a distribuir presentinhos na mesma... =P

Eu mascarei-me de menina, e confesso que foi muito divertido. Pelo menos posso uma vez por ano fazer macaquices, fazer bolinhas com a pastilha elástica e tirar macacos do nariz sem ninguém achar anormal. Pode ser entendido como fazendo parte da máscara... =))) Ehe ehe ehe.

Fui recambiada para Estarreja, mas não gostei. Mais valia ter ido mascarada de sardinha, pois com tantas pessoas a empurrarem-se, mais parecia que estávamos dentro de uma lata de conserva... Pelo que me parece Aveiro inovou e fez um espectáculo com um desfile de moliceiros na ria, onde se passeavam várias máscaras características de Portugal. Para o ano ninguém me arranca da Veneza-Portuguesa.

Aproveito para reparar que ainda não foste ao meu cantinho recém-inaugurado. =( Aparece por lá...

Beijinho*

Ana, dona do café disse...

olá rakel! ainda nao fui la, esqueci-me, peço desculpa! :
mas olha que o del giorgio disse-me que no carnaval aqui na ria. que apareceu na tv viu uma miuda pequenina a dizer :
"nao gosto de nada disto é só barcos na água" LOLOL!

beijo