anjo...


às vezes sinto-me assim...

"Deixei cair a luz da lua que espreitava pela vidro
e num instante o bater do meu coração sessou
olhei-te outra vez e não quis saber da chuva lá fora.
as tuas pontas dos dedos traçavam a minha silhueta em sombras
as folhas das árvores moviam-se em movimentos incertos quando um vento mais forte soprava pelo quarto
e tu estavas ali de olhos nos meus olhos,de mãos nas minhas mãos
e o tempo media-se pelos nossos beijos e pelo bater do nosso coração"
(autora desconhecida, ou talvez não... Angel )

3 comentários:

Andreia disse...

Hmpft soa-me a familiar...coff...lol

Del Giorgio disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Hrrada disse...

Dd k continuem a escrever coisas nices eu prometo n pensar mto nisso :P