Os olhos encontram-se
lá bem no fundo da alma
E irrompem no tempo em que me fitas,
num segundo apenas, de tão desesperado
como o roçar de lágrimas
num rosto fiel...
Até os teus lábios se perderem nos meus.
E quando os lábios se encontram
não há palavra que descreva
esse momento incomensurável
onde o desejo é imenso e
onde o beijo se funde
entre a minha alma e a tua...

4 comentários:

MrX disse...

LINDO!!!!!!!

Ana, dona do café disse...

...inspiraccíon....(expiraccíon...) ;)
está...sublime.
beijo

Del Giorgio disse...

Fiz 1 pequeno ajuste à tua obra para melhor me adaptar:

E quando os lábios se encontram
há só uma palavra que descreva
esse momento incomensurável
onde o desejo é imenso e
onde o beijo se funde
entre o teu queixo e a minha barba:
vermelho!

:) ***

(eu sei... tinha de estragar tudo... blá blá blá... "oh god"...)

Ana, dona do café disse...

oh God, mesmo... vá vá...poético =)*