Bom natal

Em nome deste blog desejo um bom natal a todos os nossos leitores e participantes. Comam muitos doces, empanturrem-se em chocolates... é o que se quer! :p

Agora um bocadinho mais a sério.
O Natal é uma época onde deveria prevalecer a sua palavra chave,amor. As pessoas esquecem-se e transformam o natal numa época de puro consumismo e de sms que não significam muito, mas...mudem isto. Porque o amor de que vos falo não deve ser "da boca para fora", deve ter um sentido próprio para cada um de nós, mas também deve ser uma partilha com quem mais gostamos, um sorriso que nos foge para dar a alguém de quem gostamos, palavras que não ousamos dizer e nos escapam...

Desejo-vos tudo de bom, mas tudo mesmo. Sejam ousados e ambiciosos, criem, dancem, gritem ao mundo tudo o que vos vai na alma. Todos os dias são natal, todos os dias crescemos, aprendemos e reforçamos e criamos laços com pessoas que passam a fazer parte da nossa vida.
Nesta época, façam-nas saber o quão especial são...pelo menos nisso, marquem a diferença.

Tenham um bom natal, cheio de amor. Sejam felizes...porque o amor é tudo, espalhem-no :)
Beijo natalício

8 comentários:

Anónimo disse...

"gritem ao mundo tudo o que vos vai na alma."

É exactamente esta filosofia que vou seguir neste comment.
Na minha opinião o natal (tal como o conhecemos) é uma grande treta, mantida pelos comerciantes para fazer um dinheiro extra numa época "seca" (prova disso é a antecipação cada vez mais ridícula e absurda da xamada "época natalícia" e dos enfeites de natal k me afugentam dos centros comerciais desde outubro até meados de janeiro).
No entanto, não posso negar as tuas palavras. No fundo, o natal trata-se disso mesmo... mas será que alguem se lembra realmente? Será que alguem realmente quer saber?
Para mim, o natal começa às 20:00 do dia 24 e acaba por volta das 15:00 do dia 25 (com algum sacrificio, depois do mais temido almoço do ano), e assim continuará a ser até k alguem mude isso. Tou-me a cagar pra todas essas merdas capitalistas, e sempre k me despeço duma pessoa desejo "boas férias" e nunca "bom natal". Porque o natal simplesmente não existe.
Além disso, há algum tempo k aprendi k o natal só enxe de merda a cabeça das pessoas e faz pior do k beneficia... por isso, alem da sua completa nulidade, tambem existe um lado negativo: separa famílias em vez de as juntar.
E dps há sempre akela desilusao com k crescemos. Sempre habituados a receber prendinhas e a ser mimados durante anos a fio, xegamos à conclusao k a partir dos 12 ou 13 anos é melhor começar a procurar outro tipo de amor noutro sítio...

Perdoa-me a mensagem negativa, mas alguem tinha de saber isto.

E para todos, boas férias... e bom dia do Sol *


Ass: Pedro (puto)

Anónimo disse...

P.S.: Morte ao pai natal capitalista!

Signing off*

Ricardo disse...

Um Bom Natal para todos :)

Ana, dona do café disse...

eu sei disso tudo Pedro, mas... quis dar a visão mais optimista,que é a que tento seguir quando me refiro ao natal.

normalmente nao costumo dar prendas, so dou mm a 4/5 pessoas no maximo, so mm familia mais chegada ou alguem especial, mas...sinto que as dou, tvz nao pq a época assim o obriga, mas pq eh uma altura em que demonstro mais a minha preocupaçao c as pessoas (assim como durante o ano, dou prendas sem ter motivo algum...so pq me apetece, pq tenho gosto em dar).

Tvz o meu post tivesse ficado incompleto sem mencionar o que disseste, mas eu tentei omitir isso, nao por achar que nao é isso que se passa, pq tb acho que as pessoas nesta altura ficam uma pilha de nervos e levam injecções de consumismo contagioso, mas por tentar mostrar que ha maneiras de lidar com isso e olhar as coisas de outra maneira. Ha a parte boa e a parte má do natal actualmente.

É isso e ajudar os pobrezinhos-coitadinhos-sem-nada nesta época de natal e em Janeiro esquecerem-se dos pobrezinhos-coitadinhos, dizendo "olhem...já vos ajudei em dezembro!", pq a generosidade oportunista e capitalista do mundo actual, faz com que as pessoas ajam para "comprarem o seu lugarzinho no céu" ou para mostrarem aos outros uma compaixão que não têm e que é momentânea, de tal forma que se esquecem que a verdadeira noção de ajudar o próximo, se faz todos os dias e não numa agitação frenética entre papel de embrulho,"bom natal pa ti tb" e laços às cores.

Em todo o caso...um beijo natalício para ti Pedrinho, meu putozito, pela pessoa que és e pelo amigo fantástico que és para mim, seja natal ou em qq outro dia do ano,
um beijo

Del Giorgio disse...

O Natal tem a vertente consumista e a religiosa. Nem uma nem outra tem qualquer valor para mim e nem sequer gosto muito desta época mas há que admitir que pelo menos nesta época as pessoas fazem 1 esforço para se juntarem. Tudo bem que o deviam fazer 365 dias por ano mas... Quanto às prendas e consumismo, se formos a ver, no Carnaval também ninguém se fantasiava, no S. João (sou da zona do Porto, os restantes adaptem ao seu santo popular da zona) ninguém andava na rua feito maluco, nas queimas ninguém andava bêbado a ver concertos de merda porque tudo isso podia ser feito noutro dia qualquer.
Criam-se dias para quebrar monotonias e isso faz parte do que é uma sociedade, com os seus hábitos e costumes.
O que me incomoda mais é a hipocrisia, não é o consumismo porque eu também só dou prendas a quem realmente gosto e "posso" dar noutra altura qualquer do ano.
Este ano, pela 1ª vez, ofereci prendas a alguém muito especial. Foi o 1º Natal que passamos "juntos" e aproveitei para lhe dar uns sorrisos com umas pequenas prendas. Claro que o podia fazer outro dia qualquer. Claro que o quero continuar a fazer, fora de qualquer dia suposto para tal mas neste dia, "aproveita-se" para ter uma razão para o fazer.
Eu não gosto do Natal mas se tudo fosse tão mau como o Natal... tavamos até muito bem.
Foda-se, já falei de mais e ainda nem 1 palavrão tinha dito!!

Anónimo disse...

Não podia tê-lo dito melhor!

Um beijao pa ti, Iána! ;)

Wakewinha disse...

Parece que o espírito natalício, as luzinhas nas ruas da cidade, e musiquinhas como "Feed the World" não vos convenceram. Tal como não me convenceram a mim! (E eu a julgar ser a única despedaçada com esta época...)

Fez ontem (dia 24) um ano que me "roubaram" toda a establidade, e desde então não imaginam quão frustrante é seguir em frente e perceber que neste mundo só são valorizados os filhos-da-mãe (não quis escrever um palavrão nesta mesa de café, que não merece).

A sociedade está mais virada para valorizar os que passam por cima dos outros, do que os que os respeitam. Se assim é, talvez nunca vá encontrar o meu cantinho neste mundo. Vou continuar a querer fugir das tendências maléficas...

E um "à parte", para quê musiquinhas como "Feed the World"? Será que em África só se passa fome no Natal? E quem é que se preocupa com aqueles pobres seres durante o resto dos dias? Mais hipócrito ainda, são os que dão voz à música os que mais possibilidades têm de ajudar, e não dão tostão nenhum, sequer... =S

Raios partam este mundo sem qualquer sentido.

De qualquer modo, para todos os que acreditam na magia desta época, um Feliz Natal. =)

MrX disse...

Amén a tudo o que foi dito aqui! ;)